Veja os prós e contras de abrir uma franquia na crise

Vivemos uma crise diferente por se tratar de uma crise iniciada pela paralização da oferta e não pela diminuição da demanda, como estamos acostumados a viver as crises mais recentes.

Esse novo palco socioeconômico, deixa-nos com uma insegurança quanto à velocidade da recuperação da economia e com dúvidas sobre a forma de retorno ao crescimento.

Qualquer que seja a resposta, a única certeza que temos é: “só o tempo dirá!”

Contudo, como todas as crises, esta possui Ameaças e Oportunidades na hora de fazer seu plano de abertura de uma franquia.

 

Ameaças
O principal elemento gerador de paralisia nos investimentos de maior risco é indubitavelmente a incerteza sobre futuro econômico.

Como consequência, vemos um grande volume de migração de capital de renda variável para renda fixa.

Abrir uma franquia é um investimento de menor risco, quando comparado com outros negócios, mas ainda assim, continua sendo um investimento que envolve riscos.

 

Oportunidades
Crises vêm recheadas de oportunidades, está não é diferente e no mundo das franquias elas são bastante variadas.

Uma oportunidade é que, infelizmente, muitos negócios devem fechar as portas e portanto, teremos maior oferta de bons pontos comerciais.

Outra oportunidade, é que abrir uma franquia agora, permite a ocupação de um espaço no mercado, possibilitando que este negócio esteja bem posicionado para se beneficiar da retomada econômica.

Outra vantagem são as negociações mais flexíveis em todo o comércio.

Começa pela própria franqueadora, que pode oferecer condições facilitadas de entrada na rede, incluindo a possibilidade de compra de alguma operação já em funcionamento devido a alguma necessidade de repasse.

Essas mesmas condições favoráveis com a franqueadora podem ser obtidas com fornecedores e bancos, que poderão ser acessados mais facilmente e com custos bem menores.

 

E agora?
Independente do retorno da economia, um elemento que merece nossa atenção antes de definir a escolha de uma franquia é a mudança no comportamento de consumo.

Impulsionados pelo confinamento devido à Covid-19, os negócios estão em constante transformação na forma de oferta e entrega de seus produtos e serviços aos clientes.

Abrir uma franquia neste momento, significa estar disposto a correr o risco de algumas variáveis econômicas atrapalharem este investimento.

Entretanto, quanto maior o risco, melhor o retorno e já vimos muitos casos de redes inteiras que abriram durante períodos de recessão e prosperaram quando a retomada econômica aconteceu.

Realmente, não existe uma resposta fácil para a tomada de decisão de compra de uma franquia em um momento de incertezas.

O que podemos é nos munir de informações positivas e negativas e assim ponderar a decisão mais assertiva.

Cabe a cada um de nós, enxergarmos o mundo com uma lente diferente, que focalize melhor esse momento, afinal a melhor forma de encarar essa crise depende de cada um de nós.

Autor: Eduardo Santinoni

Sócio-diretor da Y Franquias, Gestão e Negócios