Digital, delivery e empatia: redes de franquia agem rápido para minimizar impactos econômicos da Covid-19

 

A situação sem precedentes da pandemia de Covid-19 trouxe impactos amplos e difusos nos agentes econômicos, mas o franchising se moveu rápido para manter os negócios

ativos e, em alguns casos, auxiliar porções da sociedade. Neste contexto desafiador, os milhares de empreendedores do setor têm uma fortaleza: a atuação em rede, que

possibilita a troca de experiências, compartilhamento de recursos, desenho de estratégias conjuntas e, em alguns casos, acesso a condições mais atraentes de crédito.

 

Para entender este momento, foram reunidos diversas iniciativas de suas redes associadas. Além da agilidade e  resiliência, o traço comum foi buscar uma forma de manter o

negócio operando, mesmo que de forma parcial, à distância e respeitando as restrições sanitárias. Algumas marcas foram mais longe e lançaram benefícios para consumidores,

serviços online e ações solidárias. Aplicativos, digitalização de processos, nacionalização de fornecedores e home office também se fortaleceram. De seu lado, a ABF tem atuado

junto a entes públicos e privados no sentido de negociar aluguéis, postergações de títulos, diferimento de impostos e linhas de crédito em condições especiais. A entidade pleiteia

ainda a desoneração da folha de pagamento e outras medidas emergenciais no campo trabalhista junto ao Governo Federal.

 

Confira abaixo as iniciativas de redes de franquia no Brasil para atravessar este momento:

 

5àsec – A rede já oferece aos clientes a comodidade de solicitar o serviço de lavanderia por meio do e-commerce ou aplicativo para tablets e smartphones. Para contribuir com o

momento e reduzir os impactos, a rede liberou o delivery de forma gratuita em todo o País. Assim, os clientes não precisam se deslocar até as unidades para lavarem suas roupas.

Neste sentido, é importante explicar que os serviços de limpeza de peças realizados em lavanderias promovem o bem-estar dos clientes, já que alguns dos processos de limpeza,

como o de limpeza a seco e o Wet Cleaning, são eficientes contra a proliferação de bactérias, fungos e VÍRUS. Ou seja, após passar por todo o processo a roupa sai esterilizada.

Adicionalmente, as lojas contam com o serviço de Bactericida, Fungicida e Desodorizante, que representa um cuidado a mais, ajudando no fortalecimento do sistema imunológico.

Amor aos Pedaços – As lojas que tinham decidido fechar, estão reabrindo os seus negócios, pelo menos, com a opção delivery. As redes estão sendo incentivadas a fazerem

parcerias com deliveries locais e restaurantes da região, com o objetivo que eles ofereçam as sobremesas da rede do Amor aos Pedaços. Os bancos de dados do WhatsApp, das

unidades, estão sendo eficazes para a divulgação de promoções e também como um canal de venda online. Também fizeram parceria com influenciadores incentivando o uso do

delivery. Além disso, foi criado um número central de atendimento especialmente para falar sobre os pedidos.

Anacapri – Conteúdo sobre autocuidado em casa e fortalecimento do canal online (sac e vendas).

Anjos Colchões – Reforçou os cuidados com a higiene em todas as lojas, além de fixar materiais de divulgação com artes que explicam como lavar as mãos corretamente e o uso

do álcool em gel. Mas vale lembrar que, com as determinações mais recentes que recomendam o fechamento das lojas, o plano inicial já mudou. Como a Anjos está presente em

cidades menores, do interior, alguns lojistas estão negociando um tempo menor de funcionamento, mas ainda assim, a abertura diária da unidade.

Arezzo – Movimento #VamosJuntas, elaborou conteúdo sobre diversos temas nas redes sociais (live com participações de especialistas) e uma série de conteúdos para estar

conectada e próxima das clientes.

Arranjos Express – Franquia especializada em serviços de costura, está negociando descontos para seus franqueados com as administradoras dos shoppings onde a maioria das

unidades da marca atuam. A iniciativa inclui também mediação com os fornecedores da rede, além de oferecer apoio para todos os lojistas na hora da negociação.

Ceofood – O aplicativo de delivery Ceofood, que opera no modelo de franquia e  não cobra nenhuma taxa em cima dos pedidos feitos por seus usuários, irá disponibilizar sua

plataforma para que lojistas de todo o país se cadastrem para oferecerem seus produtos e serviços isentos de qualquer mensalidade até o fim da pandemia do novo coronavírus.

A ação tem como objetivo ajudar as pessoas a terem acesso aos produtos e serviços que necessitam, sem que tenham que sair de casa e também contribuir para minimizar o

impacto negativo no faturamento dos lojistas durante esse período. Os interessados devem se cadastrar no site do aplicativo e aguardarem o contato de um franqueado da rede.

Regiões em que não são atendidas pelo Ceofood passarão por avaliação da demanda de serviço. Após o período de pandemia, lojistas que desejarem continuar cadastrados,

pagarão um valor mensal fixo de R$99, para lanchonetes, food-trucks e pequenos estabelecimentos, e de R$149 para restaurantes.

Chilli Beans – Por conta do fechamento das suas lojas físicas, fortaleceram os contatos com cliente via redes sociais e SAC. Desta forma, continuam priorizando e valorizando a

qualidade do atendimento ao cliente.

Cultura Inglesa – Suspendeu as aulas e atividades presenciais em suas unidades no Rio de Janeiro, Espírito Santo, Goiás, Rio Grande do Sul e Distrito Federal. A decisão busca

preservar a saúde dos alunos, professores e dos colaboradores da Cultura Inglesa, além de todos os familiares. Os alunos adultos já estão sendo comunicados sobre a adoção de

aulas online a partir do dia 23 de março. Com o período de férias antecipado para o público infantil e adolescente, a Cultura Inglesa está desenvolvendo conteúdos especiais para

esses alunos, que estão sendo distribuídos em seus perfis nas redes sociais no Facebook (@Culturainglesanet) e Instagram (@culturainglesaoficial).

Hering – Doaram uniformes para hospitais e estão com a campanha #juntossomosmaisfortes.

Hope – Para superar o momento delicado enfrentado pelo País e o mundo com a pandemia do novo coronavírus, com a ação intitulada “Movidos pela Esperança”, o Grupo Hope

se propõe a distribuir à sociedade mais carinho e esperança através de diversas ações. Uma delas foi tornar as máscaras um item essencial em sua linha de produção, assim como

são as peças de lingerie. Confira detalhes da iniciativa clicando aqui.

Hostnet – A primeira medida implantada pela Hostnet em relação à epidemia de Covid-19 foi o cancelamento da vinda de novos franqueados de todo o Brasil para treinamento

presencial no Rio de Janeiro. A decisão foi tomada em conjunto: franqueadora e franqueados. A empresa está em meio a um do treinamento de três dias, só que agora em

formato de Live – essa medida garante que o conteúdo seja repassado aos empreendedores sem perdas, sem atraso no desenvolvimento da unidade de franquia ou até mesmo

no seu lançamento. Incluindo atendimento online, processos de contratação, marketing digital entre outras modalidades e ferramentas que ajudam no trabalho remoto. Após o

perigo do contágio, quando a pandemia acabar, o mundo nunca mais será o mesmo; seremos cada vez mais digitais!

Piticas – As unidades são administradas inteiramente pelos franqueados e a Piticas, como franqueadora, está permitindo que cada um adote medidas de acordo com os decretos

de cada região. Uma das medidas que se estende a todas as partes do Brasil é a de Delivery de Produtos Piticas. Ou seja, o consumidor pode ligar para a loja ou entrar em contato

por e-mail e whatsapp, fazer sua escolha e receberá em casa. O pagamento poderá ser no momento da entrega também. Lembrando que, os franqueados podem tomar suas

decisões sobre como manter as vendas de acordo com o que for estabelecido pelo governo de cada região, por esse motivo, nem todas as unidades adotarão os mesmos

artifícios. Por enquanto, somente o exemplo acima é comum para todas as unidades.