SPOLETO COMPLETA 20 ANOS E SE REPOSICIONA COM CONCEITO DE TRATTORIA

 

Rede estima incremento de 30 novos restaurantes até 2021 

 

Sob a chancela de maior rede de culinária italiana do país, o Spoleto – empresa do Grupo Trigo - surgiu há duas décadas como um vetor de mudança nas praças de alimentação. Mais uma vez, pretende quebrar paradigmas e dar uma virada na marca com o lançamento do conceito de restaurante Minha Cozinha Italiana Trattoria, que integra principalmente tecnologia, cardápio exclusivo e elevação da oferta gastronômica no ambiente de culinária rápida.  

- Não estamos falando de futuro. Os ciclos de transformação das empresas estão cada vez mais curtos. O SPOLETO vem se renovando para manter o protagonismo dentro das praças de alimentação baseado no nosso propósito de Democratização da Boa Culinária Italiana no mundo.  Essa transformação já é uma realidade - dispara o CEO do Grupo Trigo Antonio Moreira Leite. 

O novo projeto, que será apresentado na ABF Franchising Expo 2019, traz diversas inovações, a começar pela estrutura de cozinha aberta, serviço de totem para autoatendimento e 14 novas opções de pratos prontos, típicos de uma trattoria italiana.  Desde 2016, o Spoleto já investiu mais de R$ 5 milhões em tecnologia de produção de alimentos dentro dos restaurantes, na construção e conversão para o novo formato. “Temos aplicado estes recursos no incentivo ao franqueado para migrar de modelo de negócio, em treinamento de equipes, desenvolvimento de conceitos, projeto arquitetônico, novo sistema e totens de autoatendimento, entre outros investimentos”, explica a diretora de marca do Spoleto Viviane Barros.  

Implantação  

O modelo Minha Cozinha Italiana Trattoria começou há seis meses, de forma experimental, na capital mineira, no Shopping Diamond Mall, em Belo Horizonte, apresentando performance acima do esperado em número de clientes atendidos e índice de aceitação do público. Tal retorno fez com que a rede partisse para sua segunda unidade na capital goiana, no Flamboyant Shopping, na primeira semana de maio, onde também vem girando positivamente.  

O Spoleto estima incremento de 30 restaurantes nos próximos dois anos. Até julho, cinco novas operações serão inauguradas em São Paulo (nos shoppings Paulista, Parque da Cidade, Anália Franco, Center Norte, Ibirapuera e Boulevard Itatuapé e Iguatemi Alphaville). Ainda esse ano, no segundo semestre, as unidades do BH Shopping (Minas Gerais), Shopping Salvador (Bahia) e Shopping Plaza Niterói (Rio de Janeiro) também serão repaginadas, se adequando ao novo formato. Para a capital mineira, também há previsão de um novo ponto no Shopping Itaú Power.  

Atualmente, a rede consegue atender até 100 pessoas por hora. Segundo Viviane Barros, a expectativa é de que essa capacidade amplie em 50% com o modelo trattoria. 

- Em 20 anos de estrada, sempre inovamos. Aliás, a inovação faz parte da cultura italiana, seja no design ou na comida. Percebemos, também, que muitos clientes deixavam de consumir no Spoleto por se sentirem pressionados a decidir pelo ingrediente na hora da composição da refeição. Com a entrada dos pratos da trattoria, eliminamos esse conflito, ainda que continuemos a oferecer a opção do cliente ser o próprio chef - defende a diretora de marca. 

Padrão de qualidade + Tecnologia 

  Tendência internacional, o totem para autoatendimento vem ganhando mais adeptos por aqui, visto que facilita e proporciona uma experiência melhor (e mais rápida) ao consumidor, que tem mais autonomia para personalizar sua compra. De fácil entendimento e operação, o novo serviço já é responsável por 28% das vendas do restaurante piloto do modelo em Minas Gerais.  

Apesar dessa grande novidade, há mudanças na operação que não serão visíveis, mas que farão toda a diferença na experiência do cliente com a marca. O novo sistema, por exemplo, permitirá à franqueadora acompanhar e controlar o processo de cocção dos alimentos, proporcionando uma maior padronização e qualidade dos produtos. 

A propósito, investir em tecnologia é um dos motes da marca para os próximos anos. A rede já vem desenvolvendo uma plataforma única no foodservice nacional, omnichannel, que vai proporcionar ao cliente ter a mesma experiência em todos os pontos de contato (dentro e fora do restaurante). Está em implantação também um programa de fidelidade robusto.  

“Criamos uma área dentro do Spoleto focada somente nesse desenvolvimento junto com parceiros externos”, explica o CEO.  

Cardápio trattoria: custo X benefício

  Com o menu trattoria, assinado pela chef Andrea Conceição, o Spoleto leva para a praça de alimentação receitas típicas da Itália e exclusivas e ingredientes mais sofisticados, tais como, ossobuco, costela desfiada, risottos, presunto de Parma e muçarela de búfala fresca. A variedade, no entanto, não afetou os preços - os valores dos produtos vão de R$ 14,90 a R$ 29,90.  

Para a diretora de marca, a grande diferença do Spoleto no segmento fast casual está na causa que a marca defende: a democratização da culinária italiana. É levar ao cliente opções de pratos típicos do país europeu, mas desconhecidos ou inacessíveis a muitos brasileiros. “Queremos oferecer o melhor da culinária do dia a dia dos italianos a um preço justo ao nosso consumidor”, pontua.   

RAIO X MINHA COZINHA ITALIANA TRATTORIA SPOLETO  

Investimento médio em loja de shopping (30 m²) = A partir de R$ 450 mil (sem taxa) 

Investimento médio em loja de rua (150 m²) = A partir de R$ 700 mil (sem taxa)  

Faturamento médio mensal = R$ 120 mil 

Taxa de franquia = R$ 60 mil 

Taxa de publicidade = 2% do faturamento bruto pra fundo nacional 

Taxa de royalties = 6% do faturamento bruto mensal 

Margem de lucro médio = 10% a 15% 

Prazo médio de retorno do investimento = de 36 meses a 40 meses 

Número mínimo de funcionários por loja = 10 funcionários

Capital de Giro = R$ 20 mil Prazo do Contrato = 5 anos