REDE DE CHOCOLATES FINOS ESTREIA NA FEIRA ABF 2019

 

Chocolateria Brasileira quer aumentar em 30% o número de unidade no País e leva para a maior feira de franquias os dois modelos de negócios: loja e quiosque.  

 

A Chocolateria Brasileira, rede que fabrica e comercializa chocolates finos, estreia na ABF Franchising Expo 2019, maior feira de franquias da América Latina. Para apresentar seus dois modelos de negócios aos mais de 60 mil visitantes esperados pela organização do evento, a rede ambientou no seu estande de 40m² o modelo de loja igual ao que é oferecido aos franqueados. Já no espaço Gosto do Franchising, no Pavilhão Branco, os visitantes poderão conhecer todo mix da cafeteria e apreciar as delícias, no Quiosque com Cafeteria, ideal para ser implantado em shoppings centers, e que inclusive, estará operando durante os quatro dias da feira.  

 

Com a participação na Feira ABF, a rede, que tem a frente de suas operações o herdeiro da primeira fábrica de chocolates no Brasil, Christian Neugebauer, pretende dar um gás aos planos de expansão e fechar o ano com mais 45 novas unidades. “Acreditamos que este é o momento certo para participarmos desta que é a principal feira do setor. Queremos aumentar em 30% o número de pontos de vendas da marca, que já conta com 35 unidades espalhadas entre os estados de São Paulo, Goiás, Mato Grosso, Minas Gerais, Paraná e no Distrito Federal”, declara o chocolatier e CEO da Chocolateria Brasileira. 

 

Por trás da identidade visual da empresa, o chocolate, representado pelo cacau, envolto nas folhas do fruto tem por objetivo equiparar a qualidade dos produtos com a beleza e refinamento das mais finas peças encontradas em joalherias. Os nomes, por sua vez, remetem a mais valiosas joias, como preciosa, lingote (nome da barra de ouro ou peça fundida em ouro refinado) e “diamantado”, traduzindo, assim, uma sofisticação de maneira única e marcante. O aporte inicial da loja é de R$ 203 mil, e do quiosque é R$ 112 mil, com faturamento de R$ 67 mil e R$ 42 mil mensais, respectivamente. A perspectiva de retorno do investimento vem a partir do 20º mês do início da operação.    

 

RAIO X DA FRANQUIA 

Modelo: LOJA 
Investimento inicial: a partir de R$ 203 mil 
Taxa de Franquia: R$ 35.000,00 (incluso no investimento inicial) 
Royalties: 5% sobre o faturamento bruto 
Capital de giro: R$ 35.000,00 
Taxa de propaganda: 2% sobre o faturamento bruto 
Faturamento médio mensal: R$ 67.000,00 
Retorno do investimento: 24 a 36 meses 
Margem de lucro: 10 a 15% sobre faturamento bruto 
Área mínima: 30m² 

Modelo: QUIOSQUE COM CAFETERIA (ESTRUTURA PARA SHOPPING) 
Investimento inicial: R$ 113 mil  
Taxa de Franquia: R$ 30.000,00 (incluso no investimento inicial) 
Royalties: 5% sobre o faturamento bruto 
Capital de giro: R$ 15.000,00 
Taxa de propaganda: 2% sobre o faturamento bruto 
Faturamento médio mensal: R$ 42.000,00 
Retorno do investimento: 20 a 30 meses 
Margem de lucro: 10 a 15% sobre faturamento bruto 
Área mínima: 9m² 

 

SOBRE A CHOCOLATERIA BRASILEIRA

Unindo qualidade e sabor, a Chocolateria Brasileira traz ao mercado nacional produtos finos e desenvolvidos com matéria prima de primeira linha. No cardápio, barras, trufas e bombons, embalados individualmente ou em kits, se unem ao aroma do delicioso café, capaz de arrancar suspiro do mais distraído consumidor. No mercado desde 2015, a rede é hoje comandada por Christian Neugebauer, herdeiro de uma família que há mais de 100 anos atua no segmento de confeitaria e chocolates. Recentemente formatado no modelo de franquias, possui mais de 35 unidades distribuídas no Brasil, em formatos de loja e quiosques.
Mais informações: www.chocolateriabrasileira.com.br