Na contramão da economia, Giraffas aposta em crescimento de dois dígitos no primeiro semestre

Mesmo com queda de 0,2% do PIB no primeiro trimestre, segundo dados do IBGE, rede atingiu alta na receita pelo décimo mês seguido em maio e busca faturamento aproximado de R$ 730 milhões em 2019

São Paulo, junho de 2019 - Após um primeiro trimestre muito positivo, com crescimento de 9%, o Giraffas fechou o mês de maio com faturamento acumulado de aproximadamente R$ 290 milhões em 2019, valor 10,4% superior ao mesmo período em 2018. Com o resultado, a rede chega ao décimo mês seguido de crescimento, com taxas próximas aos dois dígitos em todos os meses do ano. A rede segue na contramão da economia do País, que apresentou queda de 0,2% do PIB no primeiro trimestre, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A expectativa é que a empresa feche o primeiro semestre com alta de 12% e um faturamento aproximado de R$ 350 milhões.

 Se no cenário econômico nacional as expectativas não se cumpriram, com a primeira retração do PIB desde o quarto trimestre de 2016, na rede de franquias a história é muito diferente. Os números não só comprovam um bom momento, com resultados consistentes desde agosto do ano passado, como apontam para um futuro ainda melhor. “Nós já tivemos um segundo semestre muito forte no ano passado, que pavimentou o caminho para o excelente momento que estamos vivendo em 2019.

Acreditamos que conseguiremos superar a nossa meta e também já começar a trilhar o caminho para um 2020 ainda melhor”, analisa Claudio Miccieli, Diretor de Gestão do Grupo Giraffas. 

O momento positivo da rede, desde a segunda metade de 2018, é consequência, principalmente, dos contínuos investimentos em qualidade de
produto para todas as linhas de pratos, inovações no cardápio, com atrações de consumo para todos os públicos e momentos do dia - são mais de 100 opções em pratos, sanduíches, happy hour e sobremesas. “No final do ano passado incluímos a linha Compartilhar no cardápio, e ela teve receptividade tão positiva pelos consumidores que foi ampliada, oferecendo mais opções de qualidade para 2 pessoas, com preço acessível. Na outra ponta, os novos produtos aumentaram o ticket médio dos franqueados”, explica Miccieli.  O Giraffas pretende consolidar o seu crescimento de 2019 com 40 novas unidades em todo o país.

 Vegetariano | O bom momento também incentivou a rede a investir em um novo segmento, com a inclusão de produtos ovolactovegetarianos em seu cardápio. Trata-se da primeira grande rede de alimentação do país a levar à praça de alimentação um menu pensado especialmente para esse público.

“Acreditamos que era o momento certo para investir. Desenvolvemos cinco novos produtos vegetarianos e outros mais para as dietas ovolactovegetarianas. Estamos muito felizes em ser a primeira grande rede a trabalhar com esse segmento e acolher ainda mais pessoas em nossos restaurantes, sempre com produtos de qualidade, com preços que cabem no bolso do brasileiro”, comemora Miccieli. Para desenvolver os novos pratos e lanches, a rede contou com a parceria da Superbom, referência no segmento, que passou a fornecedor o steak empanado de legumes, proteína que substitui a carne em quatro dos novos pratos.

 

RAIO X

 

MODELO RUA

Segmento:  Alimentação

Site:  www.giraffas.com.br

Início no Franchising:  1991

Taxa de franquia:  R$ 60 mil

Custo de instalação:  a partir de R$ 650 mil

Área mínima:  150m²

Prazo de retorno estimado:  Até 36 meses

Faturamento mensal bruto (médio):  R$ 170 mil

Royalties:  5% sobre faturamento bruto mensal

Fundo de Marketing:  3% sobre o faturamento bruto mensal

Capital de Giro:  R$ 50 mil

 

MODELO SHOPPING

Segmento:  Alimentação

Site:  www.giraffas.com.br

Início no Franchising:  1991

Taxa de franquia:  R$ 60 mil

Custo de instalação:  a partir de R$ 550 mil

Área mínima:  40m²

Prazo de retorno estimado:  Até 36 meses

Faturamento mensal bruto (médio):  R$ 170 mil

Royalties:  5% sobre faturamento bruto mensal

Fundo de Marketing:  3% sobre o faturamento bruto mensal

Capital de Giro:  R$ 50 mil

 

MODELO PORTOS

Segmento:  Alimentação

Site:  www.giraffas.com.br

Início no
Franchising:  1991

Taxa de franquia:  R$ 60 mil

Custo de instalação:  a partir de R$ 650 mil

Área mínima:  60m²

Prazo de retorno estimado:  Até 36 meses

Faturamento mensal bruto (médio):  R$ 300 mil

Royalties:  5% sobre faturamento bruto mensal

Fundo de Marketing:  3% sobre o faturamento bruto mensal

Capital de Giro:  R$ 50 mil

 

MODELO CONTAINER

Segmento:  Alimentação

Site:  www.giraffas.com.br

Início no
Franchising:  1991

Taxa de franquia:  R$ 60 mil

Custo de instalação:  a partir de R$ 550 mil

Área mínima:  120m²

Prazo de retorno estimado:  Até 36 meses

Faturamento mensal bruto (médio):  R$ 150 mil

Royalties:  5% sobre faturamento bruto mensal

Fundo de Marketing:  3% sobre o faturamento bruto mensal

Capital de Giro:  R$ 50 mil

 

MODELO QUIOSQUE

Segmento:  Alimentação

Site:  www.giraffas.com.br

Início no
Franchising:  1991

Taxa de franquia:  R$ 20 mil

Custo de instalação:  em desenvolvimento

Área mínima:  7m²

Prazo de retorno estimado:  em
desenvolvimento

Faturamento mensal bruto (médio):  em
desenvolvimento

Royalties:  5% sobre faturamento bruto mensal

Fundo de Marketing:  3% sobre o faturamento bruto mensal

Capital de Giro:  R$ 20 mil

 

Sobre o Giraffas

O Giraffas
carrega 38 anos de experiência com mais de 400 unidades em 25 estados
brasileiros e mostra consistente plano de expansão. É a maior rede de refeições completas do mercado brasileiro e tem
expectativa, para 2019, de um crescimento na casa dos 8%, com abertura de 40
novas unidades. A marca está presente em ruas, shoppings, rodoviárias e
aeroportos. Oferecendo pratos, sanduíches e sobremesas. Tudo com muito sabor,
qualidade e preço acessível.

 

Outras informações sobre a rede podem ser obtidas em http://giraffas.com.br.