Jin Jin apresenta na 28º ABF Expo seus três modelos de negócios

A Jin Jin, tradicional rede de culinária asiática, que opera predominantemente em shopping centers desde 1992, apresenta na 28ª ABF Franchising Expo seus três modelos de negócios. Além das lojas tradicionais e quiosque Jin Jin, recentemente a rede passou a operar no formato contêiner.  

 

Os modelos bem atrativos. Lojas tradicionais com o valor de investimento aproximado de R$ 400 mil e o modelo de negócio quiosque que foi pensando para investidores que optam por uma opção mais acessível com um investimento a partir de R$ 200mil. O quiosque é totalmente modular, o que permite diversas opções de locais para implantação. 

 

Com a proposta de ser uma franquia mais enxuta, a rede propõe também o modelo Contêiner que é mais acessível para o investidor e amplia a atuação para além dos shoppings. Essa iniciativa e inclui os serviços de delivery e retirada no balcão. A primeira unidade do container foi inaugurada ano passado em Londrina (PR). 

“Criamos uma operação que fosse rentável, porém com investimentos de implantação mais baixos. O contêiner atende exatamente essa necessidade do mercado”, explica Christiano Evers, diretor de Comunicação e Marketing do Grupo Halipar. Ainda segundo o executivo, o modelo contêiner tem muitas vantagens, entre elas, a possibilidade de mudar de lugar.  

Com 78 unidades distribuídas em 11 estados brasileiros, mais o Distrito Federal, a Jin Jin conquistou o faturamento de R$150 milhões em 2018. A rede sentiu uma melhora em 2018 na economia que refletiu no desempenho das operações. A rede trabalha firme na expansão. Há espaço para crescimento em todas as regiões do País.